Aberto dos EUA começa sob expectativa de duelo inédito entre Federer e Nadal

Por DANIEL CASTRO

Roger Federer e Rafael Nadal já se enfrentaram 37 vezes, 12 delas em Grand Slams. O Aberto dos EUA, porém, nunca foi palco desse clássico do tênis.

Nos últimos anos, a lacuna jamais esteve tão perto de ser preenchida quanto nesta temporada. Suíço e espanhol entram como favoritos ao título do torneio, que começa nesta segunda (28), em Nova York.

Na semana passada, Nadal, 31, reassumiu após três anos a liderança do ranking. Federer, 36, no mínimo ultrapassará o britânico Andy Murray, segundo colocado, que desistiu da disputa por causa de dores no quadril e ampliou a lista de ausências.

Dos 11 melhores tenistas da atualidade, cinco estão fora do Aberto dos EUA por lesão, inclusive os finalistas do ano passado, Novak Djokovic e Stan Wawrinka.

A chave impede que Federer e Nadal se encontrem em uma eventual decisão, antecipando o possível duelo para a semi. Ainda assim, um confronto direto é o cenário mais aguardado para o último Grand Slam do ano, já que valeria a ponta do ranking para ambos.

Os dois veteranos, que sofreram com lesões no ano passado, voltaram em alto nível e dominaram o circuito nesta temporada.

O suíço venceu o Aberto da Austrália, Wimbledon e dois Masters 1.000. O espanhol foi vice em Melbourne, conquistou Roland Garros e dois Masters.

Do outro lado da chave, os favoritos são a revelação alemã Alexander Zverev, 20, terceiro melhor tenista do ano, e o croata Marin Cilic, 28, campeão do torneio em 2014.

OITO PARA UMA

A gravidez de Serena Williams abriu espaço para um equilíbrio raro entre as mulheres. Oito atletas têm chances matemáticas de sair dos EUA na liderança do ranking. A tcheca Karolina Pliskova, 25, atual número um, precisa chegar à final para ter chances de continuar no topo.

A romena Simona Halep, 25, que estreia contra Maria Sharapova, e a espanhola Garbiñe Muguruza, 23, em ótima fase após o título de Wimbledon, são as favoritas para desbancá-la. A ucraniana Elina Svitolina, 22, tenta surpreender.

Os cenários para as candidatas ao número 1

BRASILEIROS

Nas duplas, Marcelo Melo, campeão de Wimbledon, busca seu segundo título de Grand Slam em 2017 com o polonês Lukasz Kubot. Bruno Soares defende a conquista do ano passado ao lado do britânico Jamie Murray.

Bia Haddad, única brasileira em ação, vive o melhor ano de sua carreira e disputará seu terceiro Slam na temporada. Em Wimbledon, a tenista de 21 anos chegou à segunda rodada. Rogério Dutra Silva, Thomaz Bellucci e Thiago Monteiro também disputam a chave de simples.

TRANSMISSÃO

A programação da maioria dos dias começará às 12h (no horário de Brasília), com rodada noturna marcada para as 20h. ESPN, ESPN + e SporTV 3 transmitem.